OLÁ AMIGAS (OS) !!!

OLÁ AMIGAS (OS) !!!

APOSTILAS DISPONÍVEIS

Amigas, tenho algumas apostilas para venda: a nº 1 e nº 2 de DOCES (sem açucar) e a nº 1 de SALGADOS LIGHT.
Se tiverem interesse em adquiri-las , entre em contato comigo que darei todas as explicações.

domingo, 7 de março de 2010

Adoçante engorda?

ADOÇANTE NÃO ENGORDA, O MODO DE VIDA SIM!

Informações desencontradas confundem a opinião pública e, segundo especialista, o que se fez foi “sensacionalismo”.

O engenheiro químico Amaury Couto, diretor da Lowçucar, empresa que fabrica adoçantes e também uma diversificada linha de produtos diet e light, disse que a notícia veiculada recentemente por alguns veículos de comunicação, de que adoçante engorda, é “absurda”.

Para quem aprecia café e pretende manter a forma, ele faz uma pergunta simples: é preferível consumir essa bebida adoçada com toda a caloria do açúcar ou um adoçante com zero caloria?

Abaixo, ele diz que não existe a menor possibilidade do adoçante causar obesidade, como foi propalado.

E brinca: muitas das pessoas que fazem redução de estômago voltam a engordar. A culpa seria do procedimento médico?

O que engorda, afirma Couto, é o modo de vida associado a uma série de outros fatores, em que só o uso de adoçante, obviamente, não seria o suficiente para evitar acúmulo de peso.

Abaixo, ele responde a uma série de perguntas.

Veículos de comunicação divulgaram uma matéria que causou uma certa estranheza, na qual foi dito que os adoçantes engordam mais do que o açúcar. O que o sr. acha disso?

É um verdadeiro absurdo o que se está falando pela imprensa a respeito dos adoçantes.

Cabe a todos nós perguntarmos – Porque se fala tanto contra os adoçantes ? Porque não se fala dos malefícios do açúcar?

Você acha que consumir um cafezinho com açúcar que tem aproximadamente 30 cal/unidade é melhor do que consumir um com adoçante que tem zero cal/unid?

Se multiplicarmos no nosso dia a dia a quantidade de calorias ingeridas com esta bebida adoçada com açúcar podemos ter até 600 cal/dia.

O que as pessoas preferem: zero caloria ou 600 calorias?

A obesidade no mundo acabaria com o fim dos adoçantes?

Causa indignação quando vemos o quão simples certas organizações relatam um problema tão sério como o caso da obesidade no mundo.

Ser obeso significa consumir adoçante? O que exatamente se quer?

Imaginar que vamos resolver de forma simplista o problema da obesidade eliminando o consumo de adoçantes?

E que a solução é continuarmos ao consumo desenfreado do açúcar e gorduras?

O ser humano é muito mais complexo do que se imagina e são milhares de fatores que envolvem o nosso dia a dia, o que nos leva às questões que nos afligem na sociedade moderna.

Realmente temos que pensar muitas vezes antes de manifestarmos de forma simplista uma questão tão complexa.

O sr. acha que houve, então, sensacionalismo?

A irresponsabilidade dos meios de comunicação sensacionalistas é enorme, a tal ponto que o consumidor já não consegue mais discernir o certo do errado.

Ora o ovo é culpado, ora ele é inocente, ora você deve fazer exercícios contundentes, ora é exagero, ora você não pode consumir café, ora o café é maravilhoso.

Tudo isto por sensacionalismo barato que se avalia de forma pontual questões que merecem uma avaliação envolvente, de onde se observaria todo cotidiano das pessoas com seus hábitos e vícios.

O modo de vida pode prejudicar a saúde ou engordar?

Tudo que se consome em exagero pode causar algum dano à saúde.

O estilo de vida moderno costuma imprimir hábitos de tal maneira que o nosso cérebro estabelece rotinas para tudo, rotina na alimentação, nos afazeres diários, no dirigir, no caminhar, no dormir etc.. podendo até mesmo ser uma forma de proteção de nosso cérebro para a ação repetitiva a qual não se exige pensamento e sim repetição constante.

Mas este processo nos conduz à mesmice.

Este estilo de vida é prejudicial à saúde humana e sempre gera excessos, e quando na alimentação, estes podem ser de nutrientes, calorias, gorduras, álcool, carboidratos, etc.. que certamente são os responsáveis pelas, já quase, epidemias que estamos vivenciando, a obesidade, os problemas cardiológicos, AVCs, pulmonares, edemas, enfisemas, etc... são alguns deles.

A solução exige que possamos avaliar o conjunto de ações e não somente um ou outro ponto como sugere a questão com o adoçante.

Há alguma forma do uso de adoçante engordar?

É claro que não há forma dele engordar, não há nutrientes calóricos para isso, mas se agredirmos o nosso corpo restringindo as calorias necessárias à nossa manutenção de forma radical e não nos controlarmos é até possível que para compensar a ausência e também numa forma radical nosso organismo possa compensar com outros nutrientes de forma consciente ou não.

Um exemplo disso são as dietas radicais que nos levam ao efeito sanfona.

A forma consciente desta questão nos leva à razão e dificilmente promoveríamos a compensação.

A forma consciente é uma característica do ser humano e não do animal de laboratório que funciona pelo instinto.

Porque as pessoas estão ficando mais obesas?

O fato de a sociedade estar mais obesa está intimamente ligado ao estilo de vida que levamos nestas últimas décadas e não necessariamente a um ou outro produto como sugere a matéria ou a pesquisa.

Podemos afirmar então que o uso de adoçante ajuda a emagrecer?

Quem já não ouviu falar de tudo sobre adoçantes?

Desde os primórdios do século passado já se posicionava os interesses econômicos contra os adoçantes, portanto não é mais novidade para todos nós esta situação, mas o que podemos citar é que são inúmeros os exemplos de pessoas que a partir do momento em que iniciaram a substituição do açúcar pelo adoçante emagreceram e continuam magras, assim como também são inúmeros os casos de pessoas obesas que chegaram à cirurgia de redução de estômago e emagreceram bem como de outras que voltaram a engordar.

Quais foram os fatores que contribuíram para tal fato?

Certamente não foi o adoçante ou a cirurgia e sim o hábito alimentar enraizado na cabeça das pessoas.

Existem inúmeras pesquisas sobre os adoçantes e não há nada que os posicionam como um produto que induz ao processo de acúmulo de calorias.

Nenhum comentário: